Sexta-feira, 9 de Agosto de 2013
Hotelaria de Benidorm aponta portugueses como mercado em forte crescimento

Portugal foi o segundo maior emissor para a hotelaria de Benidorm, um dos maiores pontos turísticos de Espanha, na segunda quinzena de Julho, em que, com um aumento em 20%, foi dos que mais impulsionou a manutenção da taxa de ocupação acima de 90%.

 

 

De acordo com dados da associação de hoteleiros de Benidorm, Hosbec, citados pelo “El País”, o Reino Unido é por grande margem o maior emissor internacional, com 39,1% das dormidas totais na segunda semana de Julho, e em segundo lugar vem Portugal, com 4,8%, à frente da Bélgica, com 1,9%, da Holanda, com 1,6%, e da Rússia, com 1,2%. Porém, em crescimento, foi nas dormidas de portugueses que se verificou o maior ‘tirón’, como lhe chama o jornal, com um aumento de 20%, enquanto o britânico cresce 7% e os outros mercados praticamente mantiveram os números de há um ano, incluindo o mercado doméstico espanhol, que faz 49,6% das dormidas. Assim, acrescenta, foi o aumento de portugueses e britânicos que permitiu à hotelaria de Benidorm atingir na segunda quinzena de Julho uma taxa de ocupação de 91,1%, como no período homólogo de 2012. Em Junho, de acordo com dados do INE espanhol, a hotelaria de Benidorm teve 1,07 milhões de dormidas, 570 mil das quais de turistas estrangeiros, e teve uma taxa média de ocupação dos quartos de 86,81%. Benidorm, cidade da província de Alicante, na Comunidade Valenciana, é um destino turístico vendido em Portugal em pacotes com viagens de avião para Valência, de onde dista 140 Km, e, sobretudo de autocarro. Promovido pelas suas praias e agitada vida nocturna, Benidorm é uma das cidades que, com a chegada do Verão, vê a população mais do que quadruplicar, chegando a atingir as 400 mil pessoas. Só em Junho, de acordo com os dados do INE espanhol, a hotelaria de Benidorm recebeu 184,17 mil turistas, 91,89 mil deles estrangeiros.



publicado por Donna Viagem às 13:47
link do post | comentar | favorito
|

Ocupação da Hotelaria do Algarve em Julho sobe para 81,6%

A hotelaria do Algarve teve em Julho uma taxa de ocupação global média/quarto de 81,6%, o que representa um aumento de 3,7% face a 2012 e também o melhor resultado desde 2008, quando teve 83,3%, segundo os dados provisórios divulgados hoje pela AHETA.

Depois de 2008 e até 2013, a taxa de ocupação global média/quarto na hotelaria do Algarve nos meses de Julho esteve abaixo dos 80%, em 75% em 2009, 78,2% (2010), 76,2% (2011) e 78,7% em 2012. A taxa de ocupação dos quartos em Julho está também 0,5 pontos acima da taxa média do mês desde 1996. Quanto à taxa de ocupação global média/cama esta foi de 76,1%, em Julho, 5,7% acima do verificado em mês homólogo em 2012. O mercado irlandês, com 29,3%, teve a maior subida percentual, seguindo-se o holandês (+21,1%) e os britânico (17,1%). Por outro lado, o mercado nacional apresentou uma quebra de 9,8% e o espanhol de -9,9%. Albufeira, com mais 5,8% e Lagos / Sagres, com mais 5,7%, tiveram as maiores subidas, enquanto Tavira, com -2,3%) e Monte Gordo / VRSA (-1,9%) tiveram a maiores descidas. Albufeira teve também a maior taxa de ocupação, 86,2%, e Tavira registou a taxa de ocupação mais baixa, com 75%. Já por categorias, os hotéis e aparthotéis de 5-estrelas tiveram a maiior subida nas ocupação, 8,3%, seguidos pelos 3-estrelas, com mais 7,5%, diz a AHETA, que refere ainda que “apesar das subidas, os hotéis e aparthotéis de 5-estrelas foram os que apresentaram a ocupação mais baixa (72,6%)”, enquanto os de 3-etsrelas registaram a mais alta (85,4%).



publicado por Donna Viagem às 13:16
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 5 de Julho de 2011
Donna Viagem, Lda - Nova Imagem, nova Agencia

Caros Clientes e amigos,

A pensar num conceito mais contemporâneo e agradável, decidimos alterar a nossa imagem.

Vimos por este meio informar que a partir do dia 02 de Julho de 2011 alteramos a nossa denominação Social (nome), mantendo-se tudo o resto.

O novo nome é DONNA VIAGEM, LDA.

A mesma equipa, a simpatia habitual, o mesmo profissionalismo, apenas uma nova imagem, mais moderna e dinâmica.

 


Rua Duque de Loule, 254 (junto ao jardim de S. Lazaro)

Loja C e E | 4000 324 Porto

Telf: 22 339 22 60 | Fax: 22 332 41 53

E-mail: geral@donnaviagem.com

www.donnaviagem.com



publicado por Donna Viagem às 14:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011
Ilha de Maiorca foi a zona turística espanhola mais procurada em 2010...

 

Maiorca, a maior ilha do arquipélago das Baleares, com 3.650,16 quilómetros quadrados em pleno Mediterrâneo, foi a primeira zona turística espanhola em 2010 em número de dormidas na hotelaria, com 37,68 milhões, mais do que toda a hotelaria portuguesa.
Segundo os dados divulgados ontem pelo INE espanhol, Maiorca teve em operação em média 510 estabelecimentos com 141,1 mil camas, que empregaram 19 mil trabalhadores.
A taxa média de ocupação das camas foi de 69,55%m atingindo os 70,32% aos fins de semana.

 

 

 

A informação especifica ainda que a hotelaria de Maiorca recebeu no ano passado 5,75 milhões de hóspedes, 85,6% destes estrangeiros (4,925 milhões), que em número de dormidas, com 34,3 milhões, representaram 91,1% do total de pernoitas na ilha.
Maiorca concentrou 14,1% das dormidas na hotelaria espanhola, atingindo os 22,2% das pernoitas de residentes no estrangeiros.
Depois de Maiorca, a zona turística com maior número de dormidas foi Tenerife, maior ilha do arquipélago das Canárias, no Atlântico, com 19,7 milhões de dormidas (7,4% do total de 2010 da hotelaria espanhola).
Tenerife, com uma oferta hoteleira média de 81,7 mil camas em 207 estabelecimentos, segundo as estimativas do INE espanhol, teve no ano passado uma taxa de ocupação das camas de 65,09%, com 66,25% aos fins de semana.
Os mercados internacionais, com 1,8 milhões de hóspedes e 14,97 milhões de dormidas, representaram 63,6% dos hóspedes e 75,8% das dormidas na hotelaria de Tenerife.
Palma-Calviá, nas Baleares, foi a terceira zona turística espanhola em número de dormidas na hotelaria, com 16,12 milhões (6% do total da hotelaria espanhola), e depois foram a Costa de Barcelona, com 15,69 milhões (5,9% do total) e a Costa del Sol, com 14,39 milhões (5,4% do total).

 

Palma Calviá teve em operação em média 62 mil camas em 240 estabelecimentos, a Costa de Barcelona teve 68,6 mil camas em 539 estabelecimentos e a Costa del Sol teve 72,7 mil camas em 360 estabelecimentos.
As taxas de ocupação das camas disponíveis foram em média de 68,47% em Palma Calviá, 61,98% na Costa de Barcelona e 53,11% na Costa del Sol.
O Top5 das zonas turísticas espanholas somou em 2010 um total de 21,8 milhões de hóspedes e 103,6 milhões de dormidas, o que equivale, respectivamente, a 26,5% e 38,7% do total do sector no ano passado.
Em todas estas zonas os mercados internacionais predominaram, tendo representado 71,7% do total de hóspedes, com 15,64 milhões, e 80,7% das dormidas, com 83,679 milhões.
Em relação ao conjunto do sector espanhol, essas cinco maiores zonas turísticas concentraram 43,7% do total de hóspedes estrangeiros em 2010 e mais de metade das suas dormidas (54,1%).
Estas cinco zonas tiveram no mercado em média 426,29 mil camas em 1.856 estabelecimentos e empregaram 63 mil pessoas.
O Top10 das zonas turísticas em número de dormidas é completado pela Costa Blanca, com 14,27 milhões de dormidas, Gran Canária, com 13,75 milhões, Costa Brava, com 10,3 milhões, Costa Dourada, com 8,97 milhões, e Fuerteventura, com 8,755 milhões.
À excepção da Costa Blanca, onde o peso dos mercados internacionais foi de 43,6%, nas restantes os mercados internacionais foram predominantes, tendo representado entre 54,2% das pernoitas, na Costa Dourada, e 89,2%, em Fuerteventura.
Estas cinco zonas, com uma oferta média de 244,55 mil camas em 1.234 estabelecimentos, receberam no ano passado 11,6 milhões de hóspedes (14,2% do total da hotelaria espanhola), que fizeram 56,08 milhões de dormidas (20,9% do total do sector).
Os mercados internacionais, com 6,1 milhões de hóspedes e 37,34 milhões de dormidas, representaram, respectivamente, 52,8% do total de hóspedes da hotelaria da Costa Blanca, Gran Canária, Costa Brava, Costa Dourada e Fuerteventura, e 66,6% das dormidas.
O Top 10 das zonas turísticas espanholas em 2010, com 670,8 mil camas em 3.090 estabelecimentos, recebeu no ano passado 33,44 milhões de hóspedes, que realizaram 159,728 milhões de dormidas, pelo concentraram 40,7% do total de hóspedes da hotelaria espanhola e 59,6% das dormidas.
Dos mercados internacionais, essas dez zonas tiveram 21,78 milhões de hóspedes e 121,02 milhões de dormidas, concentrando, assim, 60,8% dos hóspedes estrangeiros na hotelaria espanhola e 78,2% das dormidas destes clientes.

 

 


buy viagra generic



publicado por Donna Viagem às 13:02
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Hotelaria de Benidorm apo...

Ocupação da Hotelaria do ...

Donna Viagem, Lda - Nova ...

Ilha de Maiorca foi a zon...

arquivos

Julho 2015

Abril 2015

Março 2015

Agosto 2013

Setembro 2012

Julho 2011

Janeiro 2011

Julho 2010

Abril 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

tags

todas as tags

favoritos

Benidorm | Verão 2017 | ...

links
subscrever feeds